Notícias quentes
As 1000 Músicas de Video Game que Você Precisa Ouvir: Mundo 54

As 1000 Músicas de Video Game que Você Precisa Ouvir: Mundo 54

Hoje é dia de Rock, bebê! É guitarra prá todo lado, de todo estilo, prá todo gosto. Tem metalzinho, tem metalzão, tem até J-Rock prá mulecada chegada em Anime. Mas antes tem que votar no estilo do mundo 55, hein. E vale lembrar que, para apimentar a brincadeira, o estilo que sair vai dar lugar a um novo estilo!

Para o Mundo 55 d'As 1000 Músicas de Video Game que Você Precisa Ouvir, qual desses temas você escolhe?

View Results

Loading ... Loading ...

54-1 Diablo II – Tristram:

Uma singela homenagem ao tema mais famoso da série Diablo e seu violão melancólico.

54-2 Quake II- Descent into Cerberon

Descent into Metal!

54-3 Ys III: Wanderers from Ys - The Strongest Foe

Incrível arranjo para a música do último chefe do jogo. Que guitarra é essa?!?!

54-4 Scott Pilgrim Vs. The World: The Game – Gideon Wrath Part II

E agora um rock em chiptunes! Música de 8-bit para arregaçar!

54-5 Dynasty Warriors 6 – Welcome to China

Uma mistura de música oriental com metal ocidental. Tem como ficar melhor?!?

54-6 Mortal Kombat: Deception – Slaughterhouse Jive

http://www.youtube.com/watch?v=2BfPfzy8wmg

Para quem gosta de Metal, esse veio diretamente de Mortal Kombat: Deception.

54-7 Megaman X6 – SIGMA 2nd

As músicas de Megaman todas seguem uma linha hi-tech, mesmo tendo essa guitarra pesadona. Esse é o tipo de mistura que me agrada!

54-8 Transformers: War for Cybertron – Defend Iacon

Tensão, desespero e esperança são os 3 principais sentimentos que essa música me passa. Apesar do jogo não ser lá grandes coisas, o soundtrack é até  muito bem feito.

54-9 Mana Khemia – Nefertiti

E pulamos do metalzão para um J-rock no melhor estilo abertura de Anime.

54-10 Megaman Zero 4 – Hope For Freedom

E, para finalizar, um tema bem tenso, no melhor estilo Capcom de tocar.

outro

Curta O Gamer no Facebook!

Sobre Tiago Frossard

Analista de Sistemas por formação e gamer por opção. Fascinado por interatividade, gameplay, jogos em 2D e MMORPGS, não tem se maravilhado muito dos jogos AAA da atualidade, que parecem seguir sempre uma fórmula de vendas e pouca inovação. Para ele, nada melhor que um bom indie para passar o tempo.